Café Célia

Célia de Aquino, Cacimba, Célinha. Mulher nordestina, mãe solo, irmã, madrinha e tia de todos. Não foi avó, mas tratava os sobrinhos netos como se fossem seus. Era organizada e amada. Gostava de baralho, uma “biritinha” e sentar com suas irmãs para fofocar comendo bolo e tomando um cafezinho. Pequena, redondinha e tinha uma cacimbinha no nariz. Carregava uma acidez alta mas ao mesmo tempo cheia de doçura. Tia Célia foi uma mulher que caminhou diferente das expectativas sociais da época. Era independente, corajosa e venceu preconceitos. Se despediu como se soubesse que iria partir e durante os anos que viveu, deixou sua marca em todos que tiveram o prazer de conhecê-la.

Origem do café
Produtora: Rozilda Marina de Jesus Santos
Sítio Alambique
Alto Gandú, Afonso Cláudio
Variedade: Catuaí Amarelo
Altitude: 1080 metros
Pontuação: +86 pontos

Notas sensoriais
Licoroso, caldo de cana, frutas amarelas.

Torra média

Na escolha do café moído, por favor, especificar para qual tipo de método deseja no campo “informações adicionais”.

R$ 44,00R$ 156,00

Pague parcelado sem cartão com Mercado Pago

Simulação de frete

Prazo informado acima após postagem do produto